Lilypie Fourth Birthday tickers

Lilypie Fourth Birthday tickers

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Blogagem coletiva: Maternidade Real

Nunca fiz planos de ter muitos filhos...acho que na verdade, nem de ter um eu planejava direito. Quando me casei só pensava em curtir a vidinha de recém-casada, que vamos falar, é boa pra caramba! Queria viajar, abrir um vinhozinho por dia com direito a jantares românticos, juntar dinheiro, etc e etc. Fiz tudo isso e muito mais...graças a Deus!!! hahaha Mal sabia o que me aguardava.
Com a proximidade dos 30, comecei a refletir na maternidade e aí descobrimos a varicocele do meu marido, daí veio a cirurgia, daí a FIV.
Durante a FIV eu vi que estava no caminho certo. Acho que eu sou uma das poucas que considera um tratamento de FIV tranquilérrimo! Pelo menos comigo foi. Daí a notícia de que eram trigêmeos. Daí a gravidez estranha diferente. Depois UTI e 3 prematuros, depois eles 3 em casa e eu tendo que encarar essa alone. Mas tudo isso sem surpresas. Eu já sabia que seria assim.
Enfim, sem delongas quero dizer que a maternidade real pra mim é aquela consciente. É aquela que vc busca conhecer de antemão, ou lendo, ou ouvindo das mais experientes...sem fantasias, sem expectativas, sem muita utopia.
Nossa vida muda em alguns aspectos??? Cooooom certeza, tvz em muitos aspectos! Aquela tranqüilidade que tínhamos antes, nunca mais teremos e ponto. No PM (pós-maternidade) a gente pode viajar em lua-de-mel para o paraíso, sem os filhotes, deixá-los com as vovozinhas adoráveis e mais um tropa de babás super competentes, que ainda assim nossa cabeça estará lá neles e por mais que a gente se esforce e verdadeiramente consiga relaxar, esse relaxar nunca mais será o mesmo relaxar de AM (antes maternidade). Nossas prioridades tbm mudam, nosso jeito de ver vida.
A maternidade real pra mim pode ser vistas em vários momentos. Com a mãe que deixa o filhote na creche e corre pro trabalho; na mãe que larga o trabalho e fica em casa cuidando; na mãe que financeiramente falando, deixa de fazer coisas que antes fazia simplesmente para dar o melhor pro filho; na mãe que engordou e ficou barriguda depois da cria(s), enfim, numa série de momentos. Mas fazer o quê??? Ser mãe na realidade é isso!
Mas ainda assim ser mãe é maravilhoso! Não existe muita explicação, tem que ser pra saber. Isso eu não sabia de antemão...sou surpreendida a todo instante.
"Obrigada meu Deus por me permitir ser uma mãe real três vezes e de uma vez".



5 comentários:

  1. Pois é Uli, mais uma vez assino embaixo do que você escreve. Sou uma mãe real também, com muita mudança e mais ainda alegria.

    A única diferença é que eu sempre pensei na maternidade. Pra mim era apenas uma questão de tempo. Queria me formar, pós graduar, arranjar trabalho, casar e ter filho! Enfim, casei, engravidei e tive a SORTE de ganhar este presente triplo de Deus.

    Sou mãe em tempo integral com orgulho, cansada as vezes e muito grata sempre!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá...
    Adorei este post... nós somos a melhor q podemos ser.

    Bjs, pri
    http://maesemfrescura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Ei amiga! pois é graças a Deus conseguimos!!!!
    mas me manda o e-mail do seu esposo que ele manda o curriculum mesmo assim.de qualquer forma é sempre bom.( eu é que esqueci de falar p ele)
    mil bjs

    ResponderExcluir
  4. Uli amore! Fiz o q vc mandou, a culpa foi pras cucuias, fiz até um post de atualizaçao disto. Qdo der, passa lá, minha ídala!

    bjus

    ResponderExcluir
  5. Tenho uma amiga que diz : "Filho sai da barriga, vai para a cabeça e de lá não sai nunca mais" e é exatamente isso. Bjs

    ResponderExcluir

Oiêeee!!! Deixe seu comentário aqui...bjs e brigadinha!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...