Lilypie Fourth Birthday tickers

Lilypie Fourth Birthday tickers

quinta-feira, 31 de março de 2011

Como é difícil mudar de fase!!!

Podem dizer o que quiser! Mas a fase mais difícil pra mim está sendo esta...aff, mil vezes, aff. Tudo bem que agora eles andam, que agora eles são mais independentes, que agora eles avisam aonde está doendo...enfim, tem uma série de coisas que melhora mesmo, mas em compensação.... quequéisso!!! Eles me dão infinitamente mais trabalho. Estão elétricos, tudo vira um degrau pra alcançar algo no alto, desde um carro até o balde de praia. O Daniel, espertamente, coloca uma coisa em cima da outra pra ficar mais alto ainda, tipo o tambor, com uma boneca em cima e mais uma almofada, daí pronto! É só subir...e pegar o que quiser na mesa. Fazer o quê, além das palmadas  dos castigos? Castigos esses que, diga-se de passagem, eles nem se importam. As vezes só em comentar que na próxima eles irão para o cantinho do castigo, eles já correm e sentam lá, amarradões.
Mas enfim, isso tudo é para dizer que mudar do berço para a caminha em casa de múltiplos, não é uma tarefa nada fácil. Mas não é meeesmoooo!!!
As travas de segurança chegaram e achei elas meio "furrequinhas" . Tbm, né? São 100% chingling. Na verdade, elas até são bacanas, mas achei meio molinhas de abrir, se bem que uma amiga tem umas americanas, muito usadas por lá e disse que é igual.
Comprei tbm 5 grades de proteção, já que apenas 1 cama fica encostada na parede. As grades que vieram com o berço, são baixinhas demais. Aqui os 3 parecem ponteiros de relógio trabalhando, ou seja, rodam a cama toda.
Como as grades ainda não chegaram, eu resolvi juntar as camas e a Sara ficou na ponta. Só que hj ela já caiu, por sorte, foi em cima do tatame e do colchão que já fica em baixo da cama e eu puxo durante a noite.
O quartinho deles está bem improvisado mesmo, mas assim que as obras encerrarem por aqui, eu darei uma redecorada nele.
O problema maior está sendo a independência. Eles levantam da cama, ficam em pé em cima dela, abrem a lixeira, ficam tentando desvendar o mistério das travas (que não dou 1 mês para eles descobrirem), fazem reunião na cama do irmão...ou seja, dormir é realmente a última coisa da lista. O pior é que eles fazem isso tudo com a porta trancada por causa do ar. Então minha 1ª dica é: Façam a transição berço/cama no inverno e ponham um portãozinho no quarto pq do contrário, eles poderão se levantar durante a noite pra fazer um tour pela casa, incluindo banheiros e cozinha.
Quando se trata de uma criança apenas, dizem que o normal é ela chamar a mãe ao acordar, esperar na cama ou para as mais independentes, ir até o quarto dos pais. Mas em casa de múltiplos, esqueçam essas teorias, eles se levantam e imediatamente procuram algo novo pra fazer.
Mas até que estamos progredindo. Acredito que com as grades e as camas devidamente separadas, as coisas irão melhorar mais ainda.
Prometo mantê-las  informadas!
À propósito: Será que parecerei louca se eu colocar trava de segurança na lixeira do quarto????















(as travas que estão nas fotos coloridas, estão nas portas do meio do guarda-roupas, já a foto em PxB está deitada e se refere a cômoda)

domingo, 27 de março de 2011

Amadurecendo o paladar.

Meus filhotes estão crescendo!!!! Depois dos 2 anos eles aprenderam tanta coisa! Impressionante! A fala desenvolveu mais, estão mais sagaz, atentos a tudo, muito bacana mesmo!
Mas confesso que no quesito alimentação, as vezes, eles parecem bebezinhos. Comem bem pra caramba, mas a comida tem que ser molinha, molhadinha, carne desfiada, aff, um "saquito", já no lanche da tarde era tooodos os dias mingal de mucilon, um prataaaaasso inclusive, porém, nada de mastigação. 
As vezes acho que o problema todo foi a drª pediatra solicitar "creminho" de legumes para o jantar na época em que o trio ainda era de meses...pronto, foi ela! Achei a culpada! hahahaha
Foi o seguinte. Como o trio sempre jantou as 18h e as 20 já estava mamando pra dormir e na época o leite era Nan, a pediatra achou melhor eu oferecer um creminho de legumes no jantar para não pesar tanto no estômago deles, já que o Nan por si só já é meio indigesto. Enfim, solicitação cumprida e agora eles morrem de preguiça de mastigar.
Mas já estou resolvendo isso.
No lanche por exemplo, mingal só no domingo. Estou oferecendo pãozinho, biscoito, bolo, sorvete, salada de fruta (que ninguém gostou), essa semana rolou de tudo. Eles estão amando! Fora o Samuel que é meio chato mesmo e só quer saber de tomar o suco.
Estão comendo menos, confesso. Provavelmente vão emagrecer, mas estão amadurecendo o paladar, afinal, esta fase já era para ter chegado faz tempo.





























segunda-feira, 21 de março de 2011

Domingo na igreja

Dia de domingo pra mim, é sinônimo de igreja. Sempre foi assim na minha vida, fui criada assim. Eu ia a igreja de manhã para a Escola Dominical, almoçava em família, descansava um pouquinho e a tarde já estava indo de novo para ensaios e reuniões que emendavam no culto da noite. Só fui dar uma freada depois do casamento, mesmo assim, bem de leve. Parei com os compromissos na parte da tarde, mas de manhã e à noite lá estávamos nós  completamente envolvidos.
Depois que engravidei e voltei para Niterói, fiquei preocupada, pois sabia que não daria conta. Depois que viemos morar na região oceânica, fiquei mais preocupada ainda. Vou explicar: As igrejas presbiterianas daqui não tem escolas dominicais na parte da manhã pq todos estão na praia (aff que absurdo!), pensei eu....rsrs (como assim????) Mas é isso mesmo. Aqui a escola dominical começa as 17:30 e emenda no culto das 19h (apenas com uma paradinha pra quem quiser lanchar).
Daí, depois que resolvi colocar os meus "préeeee-conceitos" de lado, vi que não tinha nada melhor pra mim. Vou a igreja desde que o trio nasceu e nunca tive dificuldades. Antes eu levava os 3 carrinhos com os bbs conforto dentro e o trio dormia geral. Depois passamos para o carrinho de gêmeos e mais o da Sara. O trio ficava sentadinho e na metade do culto eu já ia pra área baby com eles. Hj em dia ainda estamos assim, sendo que eles vão caminhando e sentam nas cadeiras como todo mundo.
A área baby, é um espaço dedicado aos pequenos de até 3 anos, com briquedos e uma TV com o culto passando simultaneamente. Não tem professores. São os pais que ficam como responsáveis do seu próprio filho. Eu e Filipe revezamos, cada domingo um fica com o trio. Eles se comportam super bem, dividem os brinquedos, se socializam normalmente com todos, não brigam, não empurram, não fazem pirraça, enfim...meus tesouros.
Segue fotos da gente ontem.

no templo antes do culto começar



na área baby antes das outras crianças chegarem


domingo, 13 de março de 2011

1 ano de blog!

O blog está completando 1 ano neste mês de março. Na verdade, foi no dia 04, mas confesso que só agora me dei conta.
Os primeiros posts foram fazendo uma retrospectiva até o 1° niver do trio e dali em diante, eu fui mantendo este espaço atualizado com todos os passos, conquistas e aventuras dos meus trigêmeos triabençoados. Hoje temos, 78 seguidores, 30.906 visitas,  548 comentários em 94 artigos! (sem contar este)
Todo mundo sempre me pergunta como ainda tenho tempo para ter um blog, mas a verdade é que amo este cantinho e já me vejo "veínha" que só, lendo cada um desses posts com o meu "véio", para matar um pouco a saudade dos meus pequenos, que provavelmente, já terão batido as asas...as vezes me vejo tbm lendo e narrando com mais profundeza de detalhes, essas histórias para os meus netos...imaginem que barato????? hahahaha
Eu sou completamente saudosista! Então tvz seja por isso que eu me encha com tanta munição para o futuro.
Parabéns blog!!!! Muitos anos de vida!!! E obrigada visistas!!! Se não fosse o feedback nos comentários, tvz eu já tivesse desanimado. Valeu mesmo!


quarta-feira, 9 de março de 2011

Por enquanto estamos assim:

Olá! Quero agradecer de coração o carinho de todos que passaram por aqui! Valeu mesmo!
O Samuel continua passando bem, mas resolvemos que durante esses 15 dias ele ficará dormindo no meu quarto, dentro do chiqueirinho, tanto a tarde quanto a noite. E eu tenho ficado ao lado dele até ele pegar no sono. Já no quartinho deles, tivemos que montar os berços novamente. Embora já tenham sido encomendadas as travas de segurança, elas ainda não chegaram e são muitas gavetas e portas para alegria do trio. Realmente não estava dando certo esse negócio do trio levantar a hora que quiser e sair abrindo tudo...aff
As cabeceiras dos berços estão para a parede, e as outras partes ou tem um móvel prendendo ou milhares de almofadas e colchonetes dando um suporte. Assim que as travas chegarem eu mudo tudo de novo e as caminhas voltam.
Passamos o carnaval em casa com obras...está sendo uma loucura. Minha cozinha foi montada na área de lazer e toda vez que preciso de algo, tenho que sair na chuva para ir lá nos fundos do quintal buscar...aff, aff, aff. Ainda bem que hj a Veronica voltou e o sol abriu!

quinta-feira, 3 de março de 2011

Samuel fraturou o crânio!

Isso mesmo! Ele quebrou o coco!
Na terça de manhã perdi o chão por alguns instantes, mas o pior já passou, graças a Deus. Eles tinham acabado de acordar as 8hs. e eu já estava trocando o Daniel quando de repente o Samuel escalou e debruçou na parte mais alta do berço. Dei uma bronca e ele se jogou pra trás caindo de costas no colchão. Como, provavelmente, deve ter achado a brincadeira engraçada, ele fez de novo. Porém, desta vez a gangorra humana pesou pro lado da cabeça (cabeção diga-se de passagem) e aí ele foi com tudo no chão, mas com tuuudo mesmo! Caiu literalmente na vertical batendo em cheio com o meio da cabeça. Foi o pior estrondo que ouvi na minha vida.

Larguei o Daniel no trocador (neste momento eu já estava enlouquecendo) e peguei o Samuel no chão quase que desfalecido. Sacudi o bichinho pra ele acordar e corri pra molhar o rosto dele, depois pra pegar algo gelado pra colocar na cabeça e ligar pra marido. Lembro de falar gritando: "Chama alguém pra vir pra cá pq eu tenho que sair com o Samuel que caiu do berço e está querendo desmaiar!" paralelo a isso eu tb gritava: "Samuel acorda, vc não pode dormir!"

Desliguei e fui abrir as janelas da sala e a porta (até agora eu não sei direito pq fiz isso), voltei para o quarto pq a Sara berrava horrores assustadíssima. Quando eu chego dou de cara com o Daniel no trocador deitadinho me esperando. Naquele momento eu vi que eu precisava me acalmar, pois já estava perdendo o raciocínio.

Terminei de trocar o Daniel com o Samuel no colo (não me perguntem como pq eu não sei), coloquei o Daniel junto da Sara no berço dela, e corri com o Samuel para o meu quarto e me arrumei. Ele ficou em pé do meu lado e ali eu pude ver que ele estava bem. Voltei para o quarto deles e deitei o Samuel para tirar o pijama e trocá-lo. Foi quando ele respirou fundo como se o ar estivesse faltando. Suspendi ele apavorada e só gritava: "calma filho, papai do céu está aqui com um batalhão de anjos", ele chorou. Só aí me dei conta de que ele ainda não havia chorado...só resmungado.

Terminei de arrumar ele e abri a porta do armário dos brinquedos novos. Esse truque sempre funciona. Ele olhou e disse encantado: "Óiiiiáaaa" e sorriu. Meu coração se aquietou. Coloquei ele em pé no berço da Sara  (marido já tinha ligado avisando que minha sogra estava a caminho com meu sogro. Ela iria comigo e ele ficaria) e ainda troquei a Sara. Daí peguei ela e o Samuel no colo e deixei ela no chiqueirinho na sala. Voltei com o Samuel e peguei o Daniel e deixei ele lá tbm. Ainda com o Samuel no colo peguei  a bolsa deles (que está sempre pronta), minha bolsa, pulseiras, relógio e colar (louca, não disse? Mas baranga nunca). Fui para cozinha com ele no colo e catei biscoito, suco, danoninho e todinho e fiz a mamadeira dele. Como minha sogra ainda não tinha chegado eu comecei a fazer dos outros tbm. Foi quando eles chegaram as 8:17hs, daí Veronica chegou logo atrás e um amigo tbm.

Fomos para o hospital das clínicas no centro de Niterói, pegamos marido no caminho e o Samuel estava espertíssimo.
Lá no hospital já estávamos sendo esperados pq a médica da empresa do meu marido já tinha acionado.
Fizemos uma tomografia e aí vimos a fratura que vai do topo da testa até a nuca. Fiquei sem chão de novo. O crânio dele ficou em 2 níveis. Quebrou mesmo!
Daí o médico disse que ficaríamos internados para observação. Não havia nenhum sangramento interno, mas mesmo assim era preciso ficar.

Ficamos 48hs. no HCN. O Samuel reagiu muito bem todo este tempo. reconhecia todo mundo que chegava, não teve vômito em momento algum, não teve convulsões, nem mesmo dor de cabeça. Já não posso dizer o mesmo da minha que latejou durante as 48hs.

Neste período, Sara e Daniel ficaram com minha mãe que veio aqui pra casa e com a Veronica que dormiu aqui esses 2 dias, além do Filipe na parte da noite.
Agora o Samuel está com vida normal, porém, não pode se sacudir muito por 15 dias e nada de quedas pelo menos até lá. O osso será calcificado naturalmente e aí é bola pra frente.

Mas eu estou num dilema enorme!!!!
Continuar no berço ou passar para a caminha???? Eis a questão!
Meu marido transformou os berços em cama (ele é 2 em 1) e só manteve o da Sara, mas pelo menos nesses 15 dias, Samuel não pode cair nem da cama....
Mas enfim, este é um assunto para outro post.

Quero agradecer a Deus em 1° lugar pelos livramentos e pelo batalhão de anjos que sei que vive aqui.. Quero agradecer  a minha célula amada, que imediatamente parou para orar por nós, verdadeiros irmãos. Fabrício vc é 10! Obrigada pelo carinho e atenção de sempre! Amo demais vcs!!! Juntoooooosss!!!! hahahaha...
Obrigada pastores Marcão e Eldinho pela visita!!! Aos amigos que me ligaram e visitaram. A família que esteve do meu lado. Enfim, é muito bom ser cercada pelo amor de Deus e foi isso que eu pude ver nestes dias.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...